Estudo sugere aumentar impostos de servidores públicos


15/09/2017    


Um estudo realizado pelo economista Raul Velloso e divulgado nesta semana pelo jornal O Globo sugere uma medida diferente para amenizar os problemas causados pelo desequilíbrio do sistema de Previdência. Para ele, a saída, pelo menos a curto prazo, pode ser aumentar a alíquota de contribuição dos servidores públicos brasileiros. A ideia, apesar de não ser popular, não é nova: ela está prevista na Constituição Federal.

Segundo Velloso, a dificuldade em aprovar as alterações nas regras da Previdência podem atrasar o processo, que precisa ser realizado com urgência, sob a pena de caos no setor. Os fundos de pensão com contribuição suplementar seriam, então, uma espécie de “tapa-buracos”, ajudando a manter o equilíbrio entre o dinheiro recebido e o dinheiro gasto. E essa não seria a única maneira de resolver o problema. O economista sugere também maiores contribuições do governo e a decisão de criar fundos lastreados em imóveis governamentais.

O Rio de Janeiro já possui uma ideia semelhante. No Estado, somente os servidores que começaram a carreira pública a partir de 2013 participam do fundo complementar. O estudo prevê qu mais estados usem esse sistema

Para o economista da Fipe/USP, Paulo Tafner, a saída é viável, mas deve ser realizada com cautela. “Isso significa que muitos teriam perdas em relação ao que recebem, então teria que suavizar, para que alguém que ganha R$ 5 mil não passe a ganhar R$ 1,5 mil. Um dos mecanismos é aumentar a alíquota da contibuição dos aposentados e pensionistas”, declara. Atualmente, a alíquota incide somente na parcela que excede o teto do INSS.


Yahoo Notícias

Fim da impressão dos contracheques
Desde maio de 2015, o funcionalismo público federal não recebe mais seu contracheque no papel. Talvez seja a única classe trabalhadora que não tem mais seu comprovante de pagamento impresso. Leia mais
Inativos do serviço público pagam duas vezes para se aposentar
Desde a reforma previdenciária de 2003, aposentados que ganham acima do teto da previdência pagam, sobre o excedente, 11% contribuindo com o caixa do Governo para cobrir rombos de outras esferas públicas. Leia mais
Serviços
Você sabe quais serviços a AGASAI oferece aos seus associados? Conheça tudo que uma Ebtidade pode fazer para tornar a sua vida mais tranquila. Leia mais
Editorial
O gigantesco abismo salarial entre as carreiras do funcionalismo
Leia mais


Clique para acompanhar a movimentação do cartão Convênio AGASAI
Clique para conferir a movimentação do seu cartão Unik - AGASAI
Clique para acompanhar a movimentação do cartão AGASAI - Unik
Notícias da AGASAI
Cadastre seu e-mail para receber o boletim semanal de notícias da Associação



 

Siga a AGASAI no Twitter Curta a AGASAI no Facebook