Justiça limitou o reajuste dos planos de saúde em 5,72%


14/06/2018


Como já explicado pelo Departamento Jurídico da Entidade em outras ocasiões, a GEAP por se tratar de um plano de Auto Gestão, legalmente, não precisa obedecer a estes índices.

Segundo os magistrados o Conselho da GEAP também é composto por servidores públicos que representam os usuários e por isso todas as decisões tomadas, inclusive os reajustes, em tese são também aprovadas pelos usuários.

Porém, mesmo assim, não podemos aceitar reajustes abusivos como os últimos praticados pela Fundação. O reajuste de 5,72% limitado pela justiça e proposto pelo IDEC, um dos mais respeitados órgãos de defesa do consumidor, deve balizar os próximos reajustes dos planos da GEAP.

Não podemos aceitar mais reajustes abusivos e que acabam destruindo os vencimentos dos servidores que vivem situação especial de achatamento do seu poder aquisitivo com o congelamento de seus salários, imposto pelas políticas pró mercado do atual Presidente Temer.










Governo Temer ataca em larga escala o funcionalismo e população mais dependente dos serviços públicos. Coincidência?
Os funcionários públicos responsáveis pelo atendimento desta população vivem rotinas de incertezas, perdem poder aquisitivo ano a ano Leia mais

Cadastre seu e-mail para receber o boletim semanal de notícias da Associação



Inativos do serviço público pagam duas vezes para se aposentar
Desde a reforma previdenciária de 2003, aposentados que ganham acima do teto da previdência pagam, sobre o excedente, 11% contribuindo com o caixa do Governo para cobrir rombos de outras esferas públicas. Leia mais
Serviços
Você sabe quais serviços a AGASAI oferece aos seus associados? Conheça tudo que uma Ebtidade pode fazer para tornar a sua vida mais tranquila. Leia mais
Fim da impressão dos contracheques
Desde maio de 2015, o funcionalismo público federal não recebe mais seu contracheque no papel. Talvez seja a única classe trabalhadora que não tem mais seu comprovante de pagamento impresso. Leia mais
 
Siga a AGASAI no Twitter Curta a AGASAI no Facebook